Meditação e controle

Clique aqui para comentar esta publicação


Meditação e controle

Na meditação clássica, comum, os gurus que a propagam preocupam-se com o controlador e o controlado. Eles dizem para vocês controlarem os seus pensamentos porque desse modo vocês terminarão o pensamento, ou terão somente um pensamento, mas nós estamos investigando quem é o controlador. Vocês poderão dizer “É o eu superior”, “É o espectador”, “É algo que não se pensa”, mas o controlador faz parte do pensamento. Obviamente. Portanto, o controlador é o controlado. O pensamento dividiu-se como o controlador e aquilo que ele vai controlar, mas é ainda a atividade do pensamento… Assim, quando se compreende que todo o movimento do controlador é o controlado, então não há controle. É perigoso dizer isso a pessoas que não o compreenderam. Não estamos defendendo que não haja nenhum controle. Estamos dizendo que quando há a observação de que o controlador é o controlado, que o pensador é o pensamento, e se você permanecer com essa verdade completa, com essa realidade, sem mais nenhuma interferência do pensamento, então você tem um tipo de energia totalmente diferente. 
This Light in Oneself, p 32




Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário